INRI CRISTO no Fritada 2013

Derradeiro capítulo da reprovação prevista em Lucas c.17 v.25 a 35

Em 1981, em Beauvais, na França, quando INRI CRISTO ainda peregrinava sobre a terra antes de fundar a SOUST, o jornal Liberatión publicou uma matéria tendenciosa objetivando denegrir sua imagem. Nessa ocasião, seu PAI, SENHOR e DEUS mostrou-lhe que não importa que falem bem ou mal; seus filhos genuínos o verão e o reconhecerão. No tempo da reprovação prevista em Lucas c.17 v.25 a 35 (“Mas primeiro é necessário que ele sofra muito e seja rejeitado por esta geração. Assim como foi nos tempos de Noé, assim será também quando vier o Filho do Homem…”), INRI CRISTO, obediente ao seu PAI, se expõe onde quer que o solicitem, até para desdizer os falsos rumores de que ele teria morrido. Por esse motivo, INRI aceitou apresentar-se na Fritada em consideração àqueles filhos que só souberam de sua existência, de seu retorno à terra, através da aparição em um programa de humor.

Ao formular o convite, a produção da Fritada concordou em cumprir todos os requisitos expostos pela assessoria no afã de contar com a presença de INRI CRISTO, dentre os quais que INRI procederia com a dissertação, na qual expõe sua real condição, logo após entrar no palco. Também garantiu por escrito que concederiam um camarim exclusivo para INRI CRISTO invocar seu PAI, SENHOR e DEUS e se acomodar com o séquito que o acompanha nesses eventos. Nós discípulos que o conhecemos há mais de 20 anos sabemos que é assim e respeitamos sua forma de proceder. Mas infelizmente constatamos a irresponsabilidade de pessoas que descumpriram o prometido por desconhecer a realidade de INRI CRISTO. Além de chegarmos ao local e não haver um camarim, e sim uma pequena sala de maquiagem que estava ocupada, posteriormente um dos humoristas usou maldosamente desse inoportuno episódio para destilar um tom ainda mais pejorativo nas piadas de humor negro. Também foi combinado que ao fim, após a réplica da discípula apresentadora Alara, INRI iria proferir algumas palavras e conceder a bênção, porém na última hora sumiram com o microfone.

INRI CRISTO não tem ambição pessoal, não carece agradar ninguém; por não ser artista, recusou o cachê que lhe ofereceram. INRI veio ao mundo unicamente para cumprir a vontade de seu PAI, SENHOR e DEUS. INRI se expõe nesses lugares insólitos, aparentemente absurdos, avessos à seriedade de sua missão, porque nem sempre os programas considerados “sérios”, ortodoxos, têm espaço e cacife para apresentá-lo. INRI CRISTO não tem nada a esconder, não tem nada a temer; em qualquer lugar ou circunstância, estará sempre respaldado pelo poder da legitimidade.

Adeí Schmidt – Discípula de INRI CRISTO
Asses. Comunicação da SOUST

DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

três × três =