O terceiro segredo de Fátima

Extraído da revista Planeta, edição agosto de 1974

“Foram três as profecias transmitidas pela Senhora de  Fátima às crianças portuguesas. A terceira permanece em segredo. Por que? Que motivos impedem o Vaticano divulgar o terceiro segredo de Fátima? Mas por dedução, conclui-se que o terceiro segredo se refere à queda da igreja e ao juízo final.

Em março de 1967, Paulo VI sofreu um desmaio, enquanto trabalhava em seus aposentos, no Vaticano. Um mês depois, falando à imprensa, o cardeal Fernando Couto, que acabava de renunciar a um alto cargo na “Santa Sé” por motivo de idade, mencionou o fato, relacionando-o com o chamado “Segredo de Fátima”, o qual, segundo disse, ficara decidido que não seria mais revelado ao público. Os jornais do mundo inteiro disseram que Paulo VI desmaiou ao tomar conhecimento da terceira mensagem, sentindo-se mal durante o resto do dia.

Quando, após a Segunda Guerra Mundial, verificou-se que as profecias transmitidas pela irmã Lucia haviam sido confirmadas pelos fatos, de toda parte vieram solicitações para que ela falasse mais minuciosamente a respeito. Agora só restava a terceira mensagem, e seu segredo já não pertencia à vidente, estando em mãos da igreja. Segundo se diz, essa profecia final é terrível em suas previsões.

“Uma terceira guerra irromperá e tão horrível que poucos sobreviventes haverá na terra (…) Tremendos acontecimentos virão sobre os seres humanos. Se as organizações eclesiásticas não se transformarem radicalmente, a morte reinará no meio da igreja e os cristãos andarão a esmo, maldizendo o clero. Terá chegado o fim dos “papas” e os últimos deles gemerão sob dores corpóreas (…) Mas não encontrarão saída. Seu trono cairá.”

Essa a passagem que teria produzido o choque em Paulo VI ao ver que viria o caos e uma nova igreja surgiria da catástrofe, para receber os sobreviventes da grande hecatombe.

Na terceira memória, escrita em 1941, Lucia conta uma visão de Jacinta, quando as três crianças ainda pastoreavam nos campos da Estremadura. Depois de algum tempo em silêncio, os olhos perdidos em algum ponto distante, diz Jacinta que viu o “papa”. “Não sei como foi – explica a menina – mas vi o “santo padre” numa casa muito grande, de joelhos diante de uma mesa, com as mãos no rosto, chorando. Fora de casa estava muita gente: uns atiravam-lhe pedras, outros rogavam-lhe pragas e diziam-lhe palavras feias.”

Alguns dias depois, estando as duas primas passeando, perguntou Jacinta a Lucia se ela devia contar aos outros a visão que tivera do “papa”. Lucia respondeu logo:

“Não. Não vês que isso faz parte do segredo? Que por aí se descobriria o resto?” Jacinta prometeu não comentar com ninguém e realmente nunca o fez. Sua tristeza após as aparições, foi percebida por todos. A própria Lucia achou-a muito calada e a interrogou a respeito. “Penso na guerra que virá, em que tanta gente há de morrer, em que serão destruídas tantas casas e mortos muitos padres.”

O terceiro segredo, que contém revelações terríveis demais para poder chegar ao conhecimento dos homens, fala do que acontecerá nos últimos anos, do Juízo Final.”

A descrição sobre o terceiro segredo de Fátima omite que CRISTO estaria de volta para promover o juízo divino. Há mais de três décadas significativa parcela da imprensa vem sendo amordaçada pelos interesses das “forças ocultas” que, urdindo um esquema secreto de boicote nos meios de comunicação, conseguem que a verdade sobre INRI CRISTO seja mantida longe do alcance do público, pois fatalmente resultará no desmoronamento do antigo edifício católico sustentado sobre o frágil pilar do dogma da ressurreição.

Na chegada do ápice de um momento histórico de incertezas e trevas, em que tudo parece se encaminhar para o irreversível caos, impedir a revelação da presença de CRISTO na Terra é um atentado contra a sociedade, o maior crime de todos os tempos praticado contra a humanidade, um insulto contra os céus, um repúdio ao CRIADOR.

O Vaticano é o grande responsável por ocultar a verdade sobre INRI CRISTO, razão pela qual os cristãos se revoltarão contra o clero quando ocorrer a eclosão do escândalo.

DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

19 − 11 =