Por que INRI CRISTO foi expulso da Inglaterra?

Reivindicação em prol de INRI CRISTO

Ao longo de sua peregrinação sobre a terra pela América Latina e Europa, INRI CRISTO foi amado e bem recebido por alguns, incompreendido e hostilizado por outros. Em 07/11/1979, devido a uma declaração contundente na mídia venezuelana, INRI foi expulso da Venezuela em direção ao Rio de Janeiro, seguindo dali para a América Central, México e, passando pelo aeroporto de Miami, partiu em direção à Europa. Falou ao povo em praça pública na Espanha e em Portugal. Ao adentrar solo inglês, INRI foi expulso de Dover e acolhido na França, onde permaneceu durante sete meses antes de regressar ao Brasil em 1981.

Vendo INRI desapontado com a atitude dos britânicos, os franceses informaram-lhe que na Inglaterra havia uma herança deixada por um professor para Cristo, sendo talvez esse o motivo de o haverem preterido. O nome desse professor era Ernest Norman Digweed, e ele foi categórico em seu pedido. No testamento, deixou registrado que se nos oitenta anos após sua morte Cristo retornasse à Terra, então o provedor público, ao obter prova satisfatória quanto à sua identidade, deveria entregar a Cristo todo patrimônio do professor que estivesse sob sua guarda (vide testamento a seguir).

Se esse foi o real motivo de terem impedido a presença de INRI na Inglaterra, só DEUS sabe. No entanto, ao constatarmos a veracidade da informação dada pelos franceses, reivindicamos que essa herança seja entregue a quem é de direito, ou seja, a INRI CRISTO, que desde a revelação de sua identidade em 1979 afirma ser o mesmo Cristo outrora crucificado, reconhecido oficialmente pelas autoridades do Poder Judiciário brasileiro em 24 de outubro de 2000, que lhe cederam documentos com o registro de seu novo nome: INRI CRISTO (“Ao que vencer… escreverei sobre ele o nome de meu Deus… e meu novo nome – Apocalipse c.3 v.12). INRI CRISTO não possui, jamais possuirá bens materiais, tampouco é movido por ambição pessoal. Só reivindicamos essa herança por uma questão de justiça e como homenagem póstuma ao benemérito Ernest Digweed, facultando que sua alma repouse em paz.

Agora que a Inglaterra enfrenta um cenário de convulsões político-econômicas intensificadas por ocasião do Brexit é uma propícia ocasião para refletir sobre essa justa reivindicação em prol da consolidação do Reino de DEUS sobre a Terra formalizado pela SOUST, nova ordem mística instituída por INRI CRISTO no histórico 28/02/1982 (vide história completa em www.inricristo.org.br / www.inricristo.net / www.inricristo.org ).

*******

ÚLTIMO TESTAMENTO DE ERNEST NORMAN DIGWEED
(ver documentos originais na sequência)

EU, ERNEST NORMAN DIGWEED, na 48 Samuel Road Portsmouth Hampshire England, deixo este como meu último testamento, e por este meio revogo todos os outros testamentos.

EU APONTO o Comissário Público como testamenteiro e curador deste meu testamento, e entrego a ele todo o meu patrimônio, e submeto ao pagamento de meus justos débitos, o qual ele deverá investir em seguros fiduciários num prazo de oitenta anos a partir da data do meu falecimento.

SE durante esses oitenta anos o Senhor Jesus Cristo vier reinar na terra, então o Comissário Público, ao obter prova que deverá satisfazê-lo quando à Sua identidade, deverá pagar ao Senhor Jesus Cristo toda a propriedade que ele tiver em nome de meu patrimônio.

O Comissário Público deverá permitir que as rendas dos meus investimentos acumulem por um termo de vinte e um anos a partir da data de meu falecimento, e deverá periodicamente investir esse capital.

DEPOIS disso ele deverá pagar os rendimentos desse capital à Coroa.

SE ao expirar o dito prazo de oitenta anos o Senhor Jesus Cristo não vier, então o Comissário Público deverá pagar à Coroa toda a propriedade que tiver em nome de meu patrimônio.

Assinado pelo testador no dia 16 de abril de 1968.

ASSINADO pelo dito Ernest Norman Digweed como o seu último testamento na presença de nós ambos estando presentes no momento, que em sua presença e a pedido e na presença um do outro logo a seguir subscrevemos nossos nomes como testemunhas:

Christopher Lucus                                                                Alexander Johnstone Clark

Public Trust Office
Ms Angela Muir
Public Trust Office
Stewart House
24 Kingsway
LONDON
WC2B 6JX
0171 664 7316

*******

*******

*******

TRADUÇÃO:

*******

DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

treze − oito =