Entrevista de INRI CRISTO ao blog do Prof. Flávio

No principio Deus criou o Homem. O homem vivia muito bem no Jardim do Éden. Mas como sempre, alguém tem que atrapalhar a diversão. Veio o pecado. E Deus prometeu um salvador que andou entre nós por um tempo. Fez milagres e prometeu voltar e buscar seu povo. Jesus esta entre nós segundo as religiões. Mas para alguns, ele está em Brasília e algumas vezes na TV. Continuando a minha saga por entrevistas marcantes, hoje estou entrevistando INRI CRISTO.

Blog do Prof Flávio: Muito obrigado por perder um tempo com o blog. Sei que sua agenda é apertada.

INRI CRISTO: “Bem, meu filho, só se perde tempo quando não se sabe aproveitá-lo. E todas as vezes que alguém me questiona, vejo como uma oportunidade de ensinar, de transmitir os ensinamentos que ministro da parte de meu PAI”.

Blog do Prof Flávio: O Senhor já sabia desde o início de que o salvador? Ou isso foi revelado como é feito em algumas religiões onde existe as encarnações?

INRI CRISTO: “Desde criança obedeço a uma voz que fala no interior de minha cabeça. Em 1978, recebi ordem de sair do Brasil sem deixar nada para trás. Sentia em meu interior que iria fazer uma viagem sem volta. Em 01/09/1978 cheguei a Santa Cruz de La Sierra e no dia seguinte a La Paz, na Bolívia. Após haver falado aos povos boliviano, paraguaio, uruguaio e argentino, finalmente, em setembro de 1979, fui conduzido ao jejum em Santiago do Chile. Sendo a primeira vez que jejuava, não sabia da necessidade de ingerir água, ou seja, ‘jejuei a seco’. Meu corpo estava em vias de um processo de inanição. De repente, a voz disse, desta vez mais imperiosa do que nunca: ‘Levanta-te!’. Ao levantar, mareei porque quando se jejua o sangue demora subir à cabeça. Minhas mãos não me ampararam, bambearam para trás. Meus braços não me sustentaram e caí com o nariz no chão, como podeis atestar até hoje a cicatriz resultante da queda. Então, em meio a uma poça de sangue, a voz disse: ‘As dores são necessárias, o sangue é necessário para que, quando te insultarem e reprovarem, te lembres que é o mesmo sangue que derramaste na cruz. Eu sou o DEUS de Abraão, de Isaac e de Jacob, Eu sou teu SENHOR e DEUS, e tu és o mesmo Cristo que crucificaram. E doravante caminharás sobre a Terra como um peregrino errante. Serás prisioneiro, expulso, humilhado, odiado. Pagarás para dormir e não te deixarão dormir, tua túnica estará suja e não terás quem a lave, muitos rirão e debocharão de ti para que conheças bem os corações de teus filhos, que são o teu povo. Mas Eu serei contigo.’ Então Ele revelou o mistério do meu nome, cuja segunda letra estava em sentido contrário (Iuri # Inri) e desvendou, como se fosse na tela de um filme, todo o meu passado, os estágios das anteriores encarnações. Eu que vos falo sou o Primogênito de DEUS, Adão, que reencarnei como Noé, Abraão, Moisés, David, etc., depois como Jesus e agora como INRI. Neste momento senti uma enorme responsabilidade cair sobre mim, porque meu PAI deu-me consciência de que sou o pai da humanidade, a origem de todos. Por enquanto ainda bebo de gole em gole a última porção do cálice amargo da reprovação, para se cumprir o enigmático vaticínio que enunciei antes de ser crucificado (‘Mas primeiro – antes de seu dia de glória – é necessário que ele sofra muito e seja rejeitado por esta geração. Assim como foi nos tempos de Noé, assim será também quando vier o Filho do Homem’ – Lucas c.17 v.25 a 35). Muitos não estão preparados para receber-me, pensaram que eu jamais voltaria, jamais reencarnaria. Mas eu voltei como havia prometido”.

Blog do Prof Flávio
: Como foi a sua infância e adolescência? Teve namoradas?

INRI CRISTO: “Desde menino minha vida foi diferente das demais crianças. Na infância eu era acordado na calada da noite por terríveis visões, que mais tarde meu PAI deu-me saber serem premonições sobre o fim deste mundo caótico, todavia não podia contar a ninguém, nem mesmo ao casal que me criara. Num gesto amoroso eles seguravam-me no colo e cuidavam para que a febre baixasse. Quando parecia estar tudo bem, então era novamente acordado por estas visões terríveis, muito nítidas, de pessoas gemendo, arrastando-se sobre seus próprios membros… Assim foi até aproximadamente sete anos de idade; só quando já adulto algumas vezes voltaram a aparecer. Ainda menino, tive que sair da escola para ajudar a mulher que me criara. Ela lavava roupa para diferentes famílias a fim de pagar o aluguel e prover o sustento doméstico. Seu marido trabalhava no extinto curtume Oswald Hot, em Blumenau (SC). Ele havia sido afastado do serviço devido a uma enfermidade pulmonar causada por acidente de trabalho (ele caiu num tanque de química), e o sistema previdenciário não respondeu aos encargos inerentes. Como ela lavava muita roupa e a água do poço da residência era insuficiente, tinha de buscá-la na vizinhança, e assim eu a ajudava no transporte da água. Aos treze anos, um dia quando estava só, saí de casa obediente à imperiosa voz que fala no interior de minha cabeça desde a infância, mas até o jejum não sabia de quem era. Minhas vestes, recém lavadas, estavam molhadas, mesmo assim peguei-as, coloquei-as num saco plástico e segui em direção ao destino que meu PAI me reservara. Passei a peregrinar sobre a Terra e a vivenciar a realidade das esquinas sociais para conhecer de perto os endurecidos corações dos homens, suas fraquezas e misérias, os prazeres ilusórios, as enfermidades disfarçadas em tecidos caros, a hipocrisia e a corrupção da sociedade. Muitas vezes eu me perguntava: ‘por que tenho que estar aqui? por que tenho que passar por isto?’, e só depois compreendi ser necessário a fim de que pudesse cumprir minha missão. Na adolescência, trabalhei como verdureiro, padeiro, entregador de alimentos, cobrador de ônibus, caixeiro, garçom, etc. A partir dos 21 anos, obediente à voz que me comanda desde a infância, comecei minha vida pública apresentando-me como Iuri. Era profeta de um DEUS desconhecido; usava o dom da vidência que tinha desde criança, todavia sem ter ainda consciência de minha identidade (‘… Virei a ti como um ladrão e não saberás a que hora virei a ti ‘ – Apocalipse c.3 v.3). Falava nas rádios e televisões anunciando o futuro das pessoas, vestido como se vestem os homens. Na serenidade amei o amor calma, o amor inocência; na emoção amei de repente, subitamente. Vivi como homem enlameado nos pecados do mundo. Assim conheci a verdadeira natureza dos seres humanos, ao contrário não teria autoridade nem discernimento para cumprir minha missão. Só por ocasião do jejum em Santiago do Chile, em 1979, meu PAI concedeu-me poder sobre a carne e consciência de minha identidade. A partir de então acoplou-se em mim o iluminado espírito, o qual convencionou-se chamar Espírito Santo; eis por que não sou homem, sou o Filho do Homem (que significa o único gerado de si mesmo, o ancestral da humanidade). Passei a olhar todos os homens como meus filhos e todas as mulheres como minhas filhas. Minha vida é um livro aberto. Se tivesse algo a esconder, não teria voltado justamente a Curitiba, cidade onde vivi mais tempo a vida profana, a fim de estabelecer juridicamente a Nova Ordem Mística (SOUST – Suprema Ordem Universal da Santíssima Trindade). Há dois mil anos também foi assim, conforme profetizara Isaías (c.7 v.14 e 15): ‘Uma virgem conceberá e dará à luz um filho e seu nome será Emanuel. Ele comerá manteiga e mel até que aprenda a rejeitar o mal e escolher o bem’. Só após o jejum o SENHOR deu-me consciência de minha condição e passei a me chamar Jesus. Até então estava enlameado nos pecados do mundo, motivo pelo qual insisti ser batizado por João Batista (‘Sou eu que devo ser batizado por ti, e tu vens a mim?’ – Mateus c.3 v.13 a 16). Só então pousou sobre mim o Espírito Santo, simbolizado por uma pomba, que representa a pureza e a paz (João c.1 v.32). Outrossim, quando ameaçaram apedrejar Maria Madalena, só podia saber que todos aqueles homens eram pecadores porque anteriormente vivera no meio deles (João c.8 v.7)”.

Blog do Prof Flávio: Há alguns anos vi uma entrevista com o Senhor no Programa do Ratinho ainda na Gazeta, ele dizia que o senhor já reencarnou em Noé. Isso é verdade?

INRI CRISTO: “Conforme já vos disse anteriormente, eu que vos falo sou o ancestral da humanidade, o primeiro primata que nasceu sem rabo, Adão, que reencarnei como Noé, Abraão, Moisés, David etc. depois como Jesus e agora como INRI. INRI é o meu novo nome, o nome que paguei com meu sangue na cruz (“Ao que vencer… escreverei sobre ele o nome de meu DEUS… e também o meu novo nome” – Apocalipse c.3 v.12)”.

INRI CRISTO no programa Ratinho Livre, Rede Record, maio/1998.

Blog do Prof Flávio: Falando no Ratinho, o Senhor teve uma boa oportunidade com ele, pois depois de aparecer em seu programa o Senhor virou uma espécie de celebridade indo em vários programas, até no Silvio Santos. O Senhor concorda comigo quando acho que é uma celebridade?

INRI CRISTO: “Conheci o Ratinho ainda nos tempos em que ele era repórter policial do extinto programa Cadeia, da rede CNT, nos anos 80. Ele sempre vinha com muito respeito e era reverente ao que questionar. Depois ele tornou-se apresentador. Certa ocasião, numa das entrevistas, disse-lhe: “O Ratinho vai criar asas, virar águia e voar rumo ao sucesso”. E deveras ele conquistou a audiência porque fala na linguagem do povo, de coração pra coração. Quanto ao Silvio Santos, já estive diversas vezes na emissora dele, porém nunca nos encontramos pessoalmente. Houve ocasião em que ele e o Serginho Groisman mencionaram o meu nome num programa de domingo, pois ambos são judeus e INRI significa Jesus Nazareno, Rei dos Judeus. Foi isso. Posso até ser considerado celebridade, meu filho, mas não sou artista. Minha condição é autêntica. Sou o genuíno Primogênito de DEUS”.

Blog do Prof Flávio: Sobre família. O Senhor tem contato com sua família? Não estamos falando de José e Maria.

INRI CRISTO: “Minha família são os que comungam comigo num só pensamento e num só ideal, aqueles a quem o SENHOR revelou no foro íntimo minha identidade. Somos uma grande família espiritual, cósmica, cujo vínculo está muito além da carne e do sangue, e não se desvanece jamais. Quanto aos parentes biológicos, sempre mantive contato com a família que me criou na infância. A propósito, há pouco mais de um mês, estive em Indaial – SC a fim de reger o cerimonial fúnebre da mulher que me criou, Magdalena Thais, cujas imagens estão no Youtube https://www.youtube.com/watch?v=uIWzQm4qIJ0 , para quem quiser ver”.

Blog do Prof Flávio: A Bíblia fala que Jesus era carpinteiro. E nessa encarnação, o que o Senhor já foi?

INRI CRISTO: “Na infância tive que sair da escola para ajudar a mulher que me criou no ofício de lavar roupas, como já expus previamente. Na adolescência trabalhei como verdureiro, padeiro, entregador de alimentos, cobrador de ônibus, mascate, garçom… até que as circunstâncias me levaram ao começo de minha vida pública como profeta em 1969. Falava nas rádios e televisões e muitos vinham à minha procura em busca de solução para seus problemas. Assim foi até 1979, ocasião em que, obediente à imperiosa voz que me comanda desde menino, fui conduzido ao jejum em Santiago do Chile, e então o SENHOR se revelou pra mim e revelou minha identidade”.

Blog do Prof Flávio: Já estudou em alguma universidade?

INRI CRISTO: “Estudei não nas universidades dos homens, mas na universidade da vida. Meu PAI facultou-me conhecer de perto os corações dos seres humanos, no verdadeiro estudo de sociologia que não é passível de aprender nos livros, e sim na experiência pessoal. Sou teodidata, ou seja, recebo as instruções diretamente de meu PAI, SENHOR e DEUS, por um canal não convencional aos padrões terrestres”.

Blog do Prof Flávio: Já foi consultado para resolver algum caso policial?

INRI CRISTO: “Já fui consultado inúmeras vezes para dar conselhos em questões jurídicas, exercendo a condição de rábula, como eram antigamente chamados os advogados. Já estive em contato com a polícia dezenas de vezes em diversos países, mas não para resolver casos policiais”.

Blog do Prof Flávio: Hoje, dia 11/03/2011 ficamos sabendo do terremoto no Japão. O Senhor já sabia desse acontecimento? Se sim, por que não informou as autoridades?

INRI CRISTO: “Ninguém é obrigado a crer, mas já faz dois mil anos que venho anunciando esse acontecimento, quando disse aos discípulos que me indagaram: “Mestre, quais os sinais da tua vinda e do fim do mundo?” Respondendo-lhes, disse: “Porque ouvireis falar de guerras e de rumores de guerras, e se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá tempestades, terremotos, inundações, pestilências, fomes… Todas essas coisas são o princípio das dores… e então vereis o sinal do Filho do Homem, vindo sobre as nuvens do céu…” (Mateus c.24 v.7 e 30). Coisas muito mais terríveis ainda estão por vir, meus filhos. E chegará o momento em que a humanidade estará ávida por me ouvir, assimilar o que tenho a dizer da parte de meu PAI, por isso muitos me convidarão para visitar seus países, e é óbvio que percorrerei as nações do mundo a bordo de uma aeronave, sobre as nuvens… conforme está previsto em Apocalipse c.1 v.7: “Eis que ele vem sobre as nuvens e todo olho o verá…”. A televisão e a internet também estão cumprindo essa profecia. Nesse momento em que respondo à tua pergunta, qualquer pessoa em qualquer parte do mundo pode acessar a minha página www.inricristo.org.br e ver que estou na Terra de carne e osso”.

Blog do Prof Flávio: Voltando ao assunto celebridades. Suas discípulas estão na moda no Youtube cantando versão da maluquinha americana Britney Spears. Isso é uma jogada comercial? O Senhor paga os direitos autorais das músicas?

INRI CRISTO: “Na SOUST não existe jogada comercial; aqui tudo é feito por amor, por um motivo relevante. As versões místicas disponíveis no Youtube surgiram como forma de despertar a atenção dos jovens; é uma divina brincadeira de dizer verdades. Prestai atenção nas letras e vereis o profundo significado contido nas versões. Cada uma contém um fragmento da mensagem que transmito da parte de meu PAI, SENHOR e DEUS. E não auferimos nem objetivamos lucro com as versões, por isso não incorremos em infração de direitos autorais”.

Blog do Prof Flávio: As Inriquetes, como são chamadas, fazem shows?

INRI CRISTO: “Já surgiram convites, porém antes de serem cantoras elas são discípulas, princesas do Reino de DEUS. Cada discípula tem uma função administrativa na SOUST e elas só cantam nos momentos de lazer, sem intenções profissionais”.

Blog do Prof Flávio: O senhor não acha que fica difícil alguém acreditar que o senhor é o Messias depois de ir a programas como o Pânico na TV?

INRI CRISTO: “Eu não quero que creiam em mim. Vim ao mundo só pelos descontentes, pelos que anseiam por liberdade consciencial. Há dois mil anos eu disse: “Muitos são os chamados, e poucos os escolhidos” (Mateus c.20 v.16). Cada vez que apareço na mídia, não importa o programa, estou chamando. Já a escolha quem faz é meu PAI, SENHOR e DEUS, quando revela no foro íntimo de meus filhos a minha identidade. A mídia me trata de acordo com a ‘capacidade’, ‘sapiência’ e ‘inteligência’ dos seus articuladores e comandantes; também, e principalmente, de acordo com a subserviência e sujeição aos donos dos cabrestos, sejam eles romanos, farisaicos, americanos… Então quando um jornalista, um produtor de televisão, enfim, algum representante dos órgãos de comunicação decide me apresentar, ele é obrigado pelas circunstâncias a fazer um trabalho de forma excêntrica e me expor de uma maneira não ortodoxa como seria de bom alvitre. Já me perguntaram por que eu aceito participar dos programas humorísticos; meu PAI disse que devo aceitar os convites porque faz parte da minha missão expor-me à humanidade. Eu não tenho o direito de ficar escondido no aconchego da Casa de meu PAI. Já aceitei convite para ir à Alemanha, Portugal, já estive em vários países da Europa e em todos os países da América Latina, outrossim, em dezenas de universidades convidado a proferir palestras, pois assim a humanidade pouco a pouco saberá que estou na Terra. Todavia, não posso decidir, determinar qual será a conduta dos apresentadores de televisão, dos interlocutores, dos entrevistadores. Cada qual deixa aflorar a capacidade intelectual ao entrevistar-me e mostra se é ou não competente no ofício. Eu me exponho na arena obediente à ordem de meu PAI; cada qual que vê e ouve irá fazer o seu próprio juízo. Chegará o tempo em que a mídia irá se resumir à internet e então esses orgulhosos apresentadores de programas e donos de cadeias de televisão verão escapar, escoar pelas mãos o poder que têm sobre o povo e sobre a opinião do povo. A internet é uma realidade insofismável, ela vai avassalando. Nos dias de hoje muitas pessoas já não assistem mais televisão; quando querem saber alguma notícia, vão à internet e se abastecem de informação. A televisão está progressivamente perdendo terreno para a grande rede mundial. E através da internet todo olho me verá (‘Eis que ele vem sobre as nuvens e todo olho o verá’ – Apocalipse c.1 v.7).”

Blog do Prof Flávio: A pergunta que não quer calar: Quando será o fim do mundo?

INRI CRISTO: “Ontem o fim do mundo chegou para milhares de pessoas que desencarnaram, que partiram deste mundo físico. Recentemente, com esses desastres no Japão, foi o fim do mundo para todos os não-sobreviventes… Mas, quanto ao dia e a hora do fim deste mundo caótico, como já disse há dois mil anos, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho; só o PAI (Mateus c.24 v.36)”.

Blog do Prof Flávio: Qual é a religião mais correta?

INRI CRISTO: “Inexiste religião mais correta. O termo religião, oriundo do latim religaire, significa religar o ser humano a DEUS. A SOUST é refém desse termo “religião” por força de circunstância e formalidade. Todavia, todos já estão ligados, conectados a DEUS, que é onipresente; cada célula de vosso corpo, cada partícula de vosso sangue é vivificada pela inefável presença do ALTÍSSIMO. Portanto não há porque existir religião; alguns têm consciência disto, outros não. Minha missão aqui na Terra é justamente despertar a consciência de meus filhos para a realidade de que todos são indissociáveis do Eterno SENHOR da Vida, e continuo coerente com o que já ensinei há dois mil anos: “Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, ora a teu PAI em segredo. E teu PAI, vendo o que se passa em segredo, te abençoa” (Mateus c.6 v.6). Na verdade, as religiões têm afastado o ser humano de DEUS, ao ensinar-lhe a adorar um “deus” de gesso, de ferro, de barro… frio, inerte, feito pelas perecíveis mãos humanas. O pecado da idolatria está inúmeras vezes advertido nas Sagradas Escrituras (“O ídolo, obra das mãos humanas é maldito, ele e seu autor” – Sabedoria c.14 v.8 / “Eu sou o SENHOR, este é o meu nome; não darei a outro a minha glória, nem consentirei que se tribute aos ídolos o louvor que só a mim pertence” – Isaías c.42 v.8). Eu vos ensino a adorar unicamente ao DEUS vivo, meu PAI, único Ser incriado, único Eterno, único Ser digno de adoração e veneração, onisciente, onipotente, onipresente, único SENHOR do Universo, e a estabelecer uma simbiose com Ele a fim de viverdes em paz”.

Blog do Prof Flávio: Sobre a política mundial. O Senhor votou em quem?

INRI CRISTO: “O voto é secreto, meu filho! Mas posso dizer-te que considerei mui oportuno o resultado das eleições. É um acontecimento histórico, a primeira vez que o Brasil tem uma mulher no cargo de presidente. E eu vos digo em verdade que ninguém ascende ao poder sem a anuência do ALTÍSSIMO”.

Blog do Prof Flávio: No ano passado, foi lançado pela internet que nossa atual presidente fazia parte de um grupo satanista. Qual a sua opinião sobre isso? O Brasil jaz do maligno?

INRI CRISTO: “Boatos são boatos. Sempre existirá boatos em torno de pessoas famosas ou que alcançaram algum destaque no cenário político-social. De qualquer forma, rótulos são apenas rótulos. O que realmente importa para mim, e sob a ótica divina, é a essência, o que vai no interior de cada ser humano. A existência do maligno é inerente à criação divina da mesma forma que o benigno. Bem e mal fazem parte de um todo que se complementa, ambos foram criados por DEUS, e só se adquire a consciência do bom quando se conhece o mau. Além disso, mesmo o mais poderoso líder político tem intestino, rins, fígado, bexiga, pulmão, coração… Por isso é que, independente de inclinações políticas ou religiosas, recomendo a todos, bons e maus, políticos e cidadãos, que se voltem ao Supremo CRIADOR, ao PAI Eterno, DEUS, pois só tendo a consciência de DEUS é que os homens serão mais íntegros, honestos e justos em suas ações e decisões; só assim lograriam o verdadeiro propósito da política (do grego, politiké), que é servir à polis sob a égide da ética (do grego, éthos = estado da alma que aproxima o homem de DEUS). O maligno só persistirá até o dia em que os seres humanos removerem as vendas dos olhos e enxergarem a vantagem de praticar o bem, a virtude; dessa forma, o mal será sobrepujado, subjugado pela luz, tornando-se com o bem uma só coisa”.

Blog do Prof Flávio: Sei que o Senhor não se candidataria a algum cargo político. Mas apoiaria algum de seus fieis em alguma campanha?

INRI CRISTO: “Deveras eu não poderia tornar-me candidato uma vez que já vim ao mundo com um mandato divino. Mas se algum de meus filhos fosse candidato político, iria aconselhá-lo a manter o equilíbrio, a integridade, e jamais usar de artimanhas para chegar a um cargo público. Embora seja mais difícil obter êxito em tais circunstâncias, recomendaria que confiasse no ALTÍSSIMO a fim de obter um resultado positivo de acordo com Sua santa vontade”.

Blog do Prof Flávio: Muito obrigado pelas respostas, Inri. Fico muito grato. Gostaria que o Senhor deixasse algum recado para nossos leitores.

INRI CRISTO: “Rogo ao meu PAI, SENHOR e DEUS que vos inspire e vos conceda o poder para conquistar a liberdade consciencial, facultando o dom da compreensão e assimilação de minhas palavras. Que a paz seja com todos, meus filhos”.

Fonte: https://blogdoprofflavio.blogspot.com.br/2011/03/entrevista-com-inri-cristo.html

DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

3 + três =