12 – Apocalipse, conflitos mundiais, III Guerra, Fim do Mundo, Terceiro Segredo de Fátima, aquecimento global

1) O conflito entre Israel e Palestina é uma resposta à desobediência aos mandamentos de DEUS? Existe a possibilidade de um dia entrarem num acordo?

INRI CRISTO: “Está previsto nas Sagradas Escrituras. Há dois mil anos, profetizei a ruína de Jerusalém: ‘Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas os que te são enviados. Quantas vezes eu quis juntar teus filhos como a galinha recolhe debaixo das asas os seus pintos, e tu não o quiseste. Eis que será deixada deserta vossa casa. Porque eu vos digo, desde agora não me tornareis a ver, até que digais: bendito o que vem em nome do SENHOR’ (Mateus c.23 v.37 a 39). Tudo está se cumprindo agora que estou de carne e osso na Terra, faz parte de uma profecia e de uma maldição, pois os seres humanos viraram as costas para DEUS. Todavia, o dia em que estabelecerem a simbiose com o ALTÍSSIMO poderão se harmonizar”.

2) O Senhor considera que a III Guerra Mundial está em marcha?

INRI CRISTO: “Ela não está em marcha. Já começou há muito tempo, só não foi ainda oficializada. Todas as guerras mundiais que se desenrolaram até agora são o cumprimento dos vaticínios que enunciei antes de ser crucificado (‘E ouvireis falar de guerras e de rumores de guerras. E se levantará nação contra nação, e reino contra reino. E haverá fomes, pestilências e terremotos em diversos lugares. Todas essas coisas são o princípio das dores… Porque então será grande a tribulação, como nunca foi, desde o princípio do mundo até agora, nem jamais será’ – Mateus c.24 v.6 a 8 e 21)”.

3) O mundo acabará realmente? Quando?

INRI CRISTO: “O mundo em si não acabará, e sim haverá o fim do mundo caótico. Ocorrerá uma grande limpeza no planeta, uma varredura de todas as imundícies que contaminam a Terra. No entanto, o dia e a hora, como eu já disse há dois mil anos, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, mas só o PAI sabe (Mateus c.24 v.36)”.

4) Como será o fim do mundo? Haverá sobreviventes?

INRI CRISTO: “Os homens, fazendo mau uso do livre-arbítrio, construíram armas destrutivas, violaram as sagradas leis de DEUS e esqueceram-se também dos santos mandamentos. Semearam, desta forma, através de atos e pensamentos, catástrofes e terremotos que, acompanhados da hecatombe nuclear, culminarão com o fim deste mundo caótico. Menos de um milhão de pessoas restarão vivas na Terra; a maioria será constituída de mutilados que suplicarão a morte, que em princípio não lhes ouvirá”.

5) Como viverão os eleitos após a catástrofe?

INRI CRISTO: “DEUS, nosso PAI, único SENHOR do céu e da terra, será glorificado durante os próximos mil anos. Não viverá um só ser humano na Terra que não reconheça Sua onipotência, onisciência e onipresença. Todos se submeterão a um processo de justaposição espiritual e permanecerão fiéis a Ele, cumprindo-se o que eu disse antes de ser crucificado: ‘Chegará o dia em que haverá um só rebanho e um só pastor’ (João c.10 v.16). Os eleitos e seus descendentes não quererão disputas políticas, territoriais nem religiosas. Todos caminharão juntos com o pensamento voltado para um só ideal. A fraternidade existirá efetivamente entre os homens, que, despidos da hipocrisia, ódio, maldade, egoísmo e da chantagem emocional, estarão empenhados em cumprir os santos mandamentos. As prisões serão transformadas em escolas, porque no futuro o homem purificado no sofrimento evoluirá e a delinquência será controlada. A medicina evoluirá e encontrará a cura dos males que atormentam o corpo no espírito, porque após muito sofrimento e erro, a humanidade se conscientizará de que todas as fraquezas e todas as enfermidades físicas têm sempre início na enfermidade da alma. O sexo será exercitado como um rito de veneração a DEUS. O homem, despido dos instintos bestiais, quase consciente dos mistérios da procriação, unir-se-á à mulher, sob a luz da espiritualidade, reconhecendo sua origem divina. O dinheiro será utilizado unicamente como um elo sagrado que facilitará o relacionamento humano. A humanidade voltará à vida simples e livre em comunhão íntima e perene com a natureza e preferirá o manjar simples e natural dos frutos e vegetais. A profissão mais nobre durante os próximos mil anos será a agricultura. O homem buscará na mãe terra o pão místico para o banquete divino com a mesma inocência com que as crianças buscam no seio materno o leite vital que lhes faculta o crescimento e a sobrevivência, ante o olhar dúlcido e aprovador de nosso PAI”.

6) O Senhor acredita na possibilidade de evitar essa catástrofe nuclear?

INRI CRISTO: “A hecatombe nuclear que culminará com o fim deste mundo caótico é inevitável, até porque, segundo dados científicos, o potencial atômico do planeta é capaz de destruí-lo mais de quinze vezes. Todas as tentativas de desarmamento mundial foram e serão em vão. Meu PAI mostrou-me que há inúmeras bombas atômicas em construção, além das já existentes. Como se não bastasse a explosão demográfica estar tornando a vida na Terra cada vez mais insuportável, existe um outro motivo muito mais grave que leva a esse trágico porvir. Quando o ser humano constrói uma coisa, seja o que for (uma bicicleta, um relógio, uma arma de fogo, etc.), ele não consegue ter paz enquanto não a vê funcionar, sente uma necessidade imperiosa de por em prática o que inventou. Isso faz parte da natureza humana. Milhares de cientistas no mundo inteiro, no seu inconsciente, estão esperando ver como funciona a bomba atômica em larga escala. Mais grave ainda é que o arsenal atômico do planeta requer uma manutenção caríssima. Muitos povos estão sendo oprimidos através de altos tributos ao erário para manter as armas atômicas de seus países, o que torna ainda mais iminente o conflito. O mundo atual se assemelha a um barril de pólvora prestes a explodir a qualquer momento. Os atentados ao World Trade Center, em 2001, não são nada perto do terrível destino reservado à humanidade. Mas como nada acontece na Terra sem o consentimento de DEUS, tudo o que está sucedendo é porque Ele permitiu. Por enquanto o SENHOR DEUS, meu PAI, está detendo o fim deste mundo caótico até chegar aquele dia e aquela hora. Quando Ele considerar que chegou a hora de abreviar o sofrimento da humanidade, permitirá que os homens paguem seus pecados em larga escala, ‘porque então será grande a tribulação, como nunca foi desde o princípio do mundo até agora, nem jamais será. Se não se abreviassem aqueles dias, não se salvaria pessoa alguma; porém, serão abreviados aqueles dias em atenção aos escolhidos’ (Mateus c.24 v.21 e 22). O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não passarão”.

7) Em que consiste o Terceiro Segredo de Fátima?

INRI CRISTO: “O terceiro segredo de Fátima refere-se ao fim da proscrita igreja romana e ao juízo final”.

(Extrato da revista Planeta, de agosto de 1974: “Foram três as profecias transmitidas pela Senhora de Fátima às crianças portuguesas. A terceira permanece em segredo. Por quê? Que motivos impedem o Vaticano divulgar o terceiro segredo de Fátima? Conclui-se que o terceiro segredo se refere à queda da igreja e ao juízo final. Em março de 1967, Paulo VI sofreu um desmaio, enquanto trabalhava em seus aposentos, no Vaticano. Um mês depois, falando à imprensa, o cardeal Fernando Couto, que acabava de renunciar a um alto cargo na “Santa Sé” por motivo de idade, mencionou o fato, relacionando-o com o chamado “Segredo de Fátima”, o qual – segundo disse – ficara decidido que não seria mais revelado ao público. Os jornais do mundo inteiro disseram que Paulo VI desmaiou ao tomar conhecimento da terceira mensagem, sentindo-se mal durante o resto do dia. Quando, após a Segunda Guerra Mundial, verificou-se que as profecias transmitidas pela irmã Lucia haviam sido confirmadas pelos fatos, de toda parte vieram solicitações para que ela falasse mais minuciosamente a respeito. Agora só restava a terceira mensagem, e seu segredo já não pertencia à vidente, estando em mãos da igreja. Segundo se diz, essa profecia final é terrível em suas previsões. “Uma terceira guerra irromperá e tão horrível que poucos sobreviventes haverá na terra (…) Tremendos acontecimentos virão sobre os seres humanos. Se as organizações eclesiásticas não se transformarem radicalmente, a morte reinará no meio da igreja e os cristãos andarão a esmo, maldizendo o clero. Terá chegado o fim dos “papas” e os últimos deles gemerão sob dores corpóreas (…) Mas não encontrarão saída. Seu trono cairá.” Essa a passagem que teria produzido o choque em Paulo VI… (ao ver que) viria o caos, e uma nova igreja surgiria da catástrofe, para receber os sobreviventes da grande hecatombe. Na terceira memória, escrita em 1941, Lucia conta uma visão de Jacinta, quando as três crianças ainda pastoreavam nos campos da Estremadura. Depois de algum tempo em silêncio, os olhos perdidos em algum ponto distante, diz Jacinta que viu o “papa”. “Não sei como foi” – explica a menina – “mas vi o ‘santo padre’ numa casa muito grande, de joelhos diante de uma mesa, com as mãos no rosto, chorando. Fora de casa estava muita gente: uns atiravam-lhe pedras, outros rogavam-lhe pragas e diziam-lhe palavras feias”. Alguns dias depois, estando as duas primas passeando, perguntou Jacinta a Lucia se ela devia contar aos outros a visão que tivera do “papa”. Lucia respondeu logo: “Não. Não vês que isso faz parte do segredo? Que por aí se descobriria o resto?” Jacinta prometeu não comentar com ninguém e realmente nunca o fez. Sua tristeza após as aparições foi percebida por todos. A própria Lucia achou-a muito calada e a interrogou a respeito. “Penso na guerra que virá, em que tanta gente há de morrer, em que serão destruídas tantas casas e mortos muitos padres”. O terceiro segredo, que contém revelações terríveis demais para poder chegar ao conhecimento dos homens, fala do que acontecerá nos últimos anos, do Juízo Final.”)

8) O Senhor prometeu há dois mil anos que voltaria quando houvesse no mundo muitas guerras, tempestades, terremotos, inundações, pestilências, fomes; tudo isto seria apenas o princípio das dores. Existem alguns intelectuais que contestam essas evidências sob a alegação de que guerras, doenças, pestilências, terremotos, inundações, fomes, sempre houve na história da humanidade. Como discernir se o que presenciamos nos dias atuais é realmente um sinal de DEUS para alertar a humanidade quanto à sua presença na Terra?

INRI CRISTO: “Na verdade, não são os intelectuais que falam isto, e sim os intelectualoides, que assumem uma postura de juízes, de paladinos das causas justas, de senhores da verdade suprema. Intelectual é aquele que desenvolve o intelecto e apura os sentidos, e assim compreende que guerras sempre houve sim, pestilências sempre houve sim, tempestades sempre houve sim, terremotos sempre houve sim, desgraças em geral sempre houve sim, todavia nunca na história da humanidade aconteceu tudo junto com tanta intensidade, nunca tudo na mesma época tão repetidamente. Só um néscio que imita o camarão ao raciocinar pode querer comparar a gravidade do momento presente aos séculos passados. Hoje em dia, basta ligar a televisão para ver inúmeras guerras, rumores de guerras, reino contra reino, nação contra nação, tempestades, terremotos, inundações, fomes, pestilências (AIDS, Ebola, etc.), que são apenas o princípio das dores. Não é difícil perceber que existe algo muito errado no ar: a natureza está desequilibrada, os ecossistemas estão ameaçados, as relações sociais estão descontroladas, os valores estão invertidos, as anormalidades e aberrações banalizaram-se. Até mesmo as crianças já não são mais crianças; enfim, o mundo está à beira de um colapso. Muitas coisas horrorosas estão ainda por vir. E então vereis o sinal do Filho do Homem. A humanidade está sendo preparada para ver o Filho do Homem se manifestar. Está previsto em Apocalipse c.1 v.14 que só quando eu estivesse com os cabelos brancos é que toda a humanidade me veria. Por enquanto ainda não estou com o cabelo branco; por enquanto, quem quiser me ver de qualquer parte do mundo tem que acessar a internet. Mas quando chegar a minha hora toda a humanidade, todo o olho me verá (Apocalipse c.1 v.7), porque serei apresentado numa cadeia mundial de televisão. E nessa circunstância terão se cumprido as profecias que os profetas vaticinaram inspirados pelo meu PAI e que eu enunciei antes de ser crucificado”.

9) Como o Senhor explica a sua afirmativa diante da declaração do Apocalipse, quanto à destruição da Terra pela ação direta de Deus e seus anjos, e não pela ação do homem?

INRI CRISTO: “Antes da eclosão da inevitável hecatombe nuclear que culminará com o fim deste mundo caótico, ocasião em que menos de um milhão de pessoas restarão vivas na Terra, todos esses toques de trombetas descritos no Apocalipse estão se cumprindo e hão de se cumprir rigorosamente. Tão somente, para esquivarmo-nos das fantasias inerentes aos fariseus que levam a Bíblia ao pé da letra, devemos considerar que muitas das passagens do Apocalipse têm um sentido simbólico, ou seja, estão escritas em sentido figurado, até porque na época em que foi escrito, o discípulo João dificilmente poderia prever por si só a existência de aviões, helicópteros, bombas nucleares, destruição ecológica, guerras mundiais… Ele interpretou as visões que teve de modo a deixá-las registradas para a posteridade. Cabe aos seres humanos que raciocinam, usando o dom do discernimento concedido por DEUS, saber identificar o significado de cada visão apocalíptica. Guerras civis, atentados, desenfreada poluição do mar e dos rios, atuação de máquinas bélicas mortíferas… isso tudo é pouco face ao que está ainda por vir (‘Porque será grande a tribulação, como nunca foi desde o princípio do mundo até agora, nem jamais será’ – Mateus c.24 c.21). O toque de trombeta concernente ao escurecimento da terça parte do sol e das estrelas, por exemplo, está vinculado ao escurecimento da atmosfera em consequência da fumaça oriunda de uma eclosão nuclear. O homem nada terá feito por si só; tudo fará porque DEUS terá permitido que assim o faça. Logo, a ação do homem na destruição do mundo está diretamente vinculada às destruições descritas no Apocalipse”.

10) Se o Senhor é o Filho de DEUS, por que não interferiu no tsunami que devastou a Ásia e matou milhares de pessoas? Por que não avisou que essa catástrofe iria acontecer?

INRI CRISTO: “Meus filhos, eu não posso ir contra o que eu mesmo enunciei antes de ser crucificado; esse fenômeno ocorrido na Ásia é tão somente uma ínfima demonstração das terríveis coisas que ainda estão por vir; é um dos sinais que evidenciam minha presença na Terra (‘Perguntaram os discípulos: qual o sinal da tua vinda e quando virá o Reino de DEUS? Respondendo-lhes, disse: …Ouvireis falar de guerras e de rumores de guerras, se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, pestilências, terremotos em diversos lugares… Todas essas coisas são o princípio das dores…’ – Mateus c.24 v.6 a 8). Essas catástrofes nada mais são do que a reação, o gemido de dor da mãe natureza face a constante e desmesurada violação da lei de DEUS, principalmente no que tange à ecologia. Mas ainda há coisas muito piores por vir. O que a humanidade presenciou pela televisão é apenas o começo. Só agora, tarde demais, no sofrimento e na dor, é que o povo está sendo preparado para ouvir o que tenho a transmitir da parte de meu PAI, SENHOR e DEUS”.

11) Qual sua opinião sobre Osama Bin Laden, Bush e similares?

INRI CRISTO: “Quanto à minha opinião sobre os cavaleiros do Apocalipse, não tenho o que opinar, uma vez que já está tudo explícito. Basta tão somente cada qual montar no cavalo que lhe concerne. Os cavaleiros do Apocalipse se revezam alternadamente, portanto não é possível lhes estabelecer um posto fixo: ‘Este é o cavaleiro permanente’. Eles vão sucedendo uns aos outros. Daqui a uns tempos o Bush vai apear do cavalo e um outro irá montar em seu lugar, e assim sucessivamente”.

12) Você realmente se considera o pai da humanidade? Existe solução para o aquecimento global?

INRI CRISTO: “Não é uma questão de me considerar pai da humanidade. Como já disse e repito, sou o primata mais antigo que evoluiu até chegar ao estágio de ser humano. Fui o primeiro homem, Adão, e a humanidade é a minha prole. Não é que eu queira ser; para mim é muito desconfortável ser o pai da humanidade, pois nem todos querem me obedecer, aliás, a minoria. Eu já disse há dois mil anos: ‘Vós sois meus amigos se fizerdes o que eu vos mando’ (João c.15 v.14), e eu só mando o que meu PAI me manda. Quanto ao aquecimento global, agora não existe mais solução, é tarde demais; existem tão somente paliativos. A solução mesmo está na hecatombe nuclear que culminará com o fim deste mundo caótico. A procriação desordenada, consequência da fornicação, da promiscuidade, da sodomia, da propaganda enganosa da mídia, torna inevitável a eclosão da hecatombe nuclear; infelizmente não existe alternativa. Podem até tentar usar de medidas protelatórias, mas o destino trágico que espera pela humanidade é inevitável. Só os escolhidos sobreviverão”.

13) Como será o mundo depois do Juízo Final? O Senhor estará aqui neste dia? Quem se salvará?

INRI CRISTO: “Depois do Juízo Final haverá paz como nunca antes houve no mundo e se cumprirá tudo que meu PAI enunciou através dos profetas. E eu estarei aqui sim para orientar os filhos de DEUS eleitos, herdeiros da Terra; estes se somarão em menos de um milhão de pessoas. Pecar, todos pecam. Todavia, se salvarão aqueles que pecaram menos e se arrependeram de seus pecados, que tiveram olhos para ver que sou o Primogênito de DEUS, Pai da humanidade, e por conta disso levaram em consideração minhas palavras, permanecendo em harmonia com a lei divina. Quanto ao dia e a hora que isso sucederá, nem os anjos do céu sabem, nem o Filho do Homem sabe; só o PAI (Mateus c.24 v.36)”.

DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dois × três =