17 – Cotidiano, alimentação vegetariana, relações com a mídia, INRI CRISTO e os jovens

1) No que consiste a sua alimentação? O que o Senhor considera uma nutrição saudável?

INRI CRISTO: “Sou naturalista, alimento-me basicamente de vegetais crus, principalmente alho cru, por ordem do SENHOR. Todos os nutrientes de que precisam os animais para sobreviver, incluindo o ser humano, são encontrados na mãe natureza. Quando eu jejuava no México em 1980, meu PAI instruiu-me sobre a importância da alimentação à base de comida crua e mostrou-me como funciona o interior do organismo humano, a perfeição e harmonia existentes em cada função que ele desempenha e o papel da alimentação nesse conjunto harmonioso. Quando se cozinha um alimento, a maior parte das vitaminas se perde com o fogo e o restante torna-se um ‘bagaço’ de comida. O alimento deve ser cozido primeiramente pelo sol, que o carrega de energia vital, depois pelo próprio organismo a fim de que sejam aproveitados todos os nutrientes possíveis. Inúmeros artigos científicos têm sido escritos sobre a vantagem de alimentar-se à base de vegetais, mais precisamente de vegetais crus, comprovadamente mais saudáveis e vantajosos ao bom desempenho do corpo. Quando DEUS criou o homem e todos os animais que se movem sobre a Terra, Ele disse: ‘Eis que vos dei todas as ervas que dão semente sobre a terra, e todas as árvores que encerram em si mesmas a semente do seu gênero, para que vos sirvam de alimento’ (Gênesis c.1 v.29). Posteriormente, por ocasião do dilúvio, o SENHOR provisoriamente autorizara Noé e os presentes na arca a se alimentarem da carne de certos animais, devido à escassez de alimento, tão somente até que tornasse a vicejar a vegetação (Gênesis c.9 v.3 e 4). Todavia, os homens se acostumaram a esse hábito, que perdura até os dias de hoje. Infelizmente, o consumo de carne tornou-se um vício institucionalizado; a indústria da carne movimenta anualmente milhões de dólares. Só com uma completa reeducação da sociedade poderia ser eliminado. A matança de animais se constitui na violação de um dos Dez Mandamentos: ‘Não matarás’ (Êxodo c.20 v.13). Em Isaías c.66 v.3, está textualmente escrito: ‘O que imola um boi é como o que mata um homem’. Logo, aos olhos de DEUS, o que come a carne do boi é como o que come a carne do homem.”

2) O Senhor diz que o peixe é movido por uma força hídrica e portanto não transmite ansiedade. Como isso é possível, se o peixe também sente dor quando é ferido ou enquanto está morrendo?

INRI CRISTO: “Embora os peixes tenham um sistema nervoso (à semelhança dos demais vertebrados), a diferença crucial é que eles não possuem o neo-cortex, região do cérebro responsável pelo registro da dor. Além disso, o peixe não transmite ansiedade. Em regra geral, as aves e os mamíferos liberam hormônios e substâncias nocivas na corrente sanguínea ao sentir que serão assassinados, refletindo um inevitável estado de agonia (sinônimo de ansiedade), e isso é transferido para quem ingere o cadáver (um exemplo e prova veemente é que os antigos precisavam dar cachaça aos perus para que não endurecesse a carne, e em nossos dias são obrigados a injetar outras substâncias antes de sacrificar o bichinho). Ingerir peixe não é pecado, pois os peixes não possuem espírito, ou seja, a energia divina que os move não se enquadra na narração simbólica da Bíblia do sopro divino, que DEUS difundiu sobre os animais que habitam e se movem sobre a Terra. Essa é a diferença entre ingerir peixe e ingerir carne dos outros animais”.

3) Consumir algo que foi preparado junto com a carne é errado?

INRI CRISTO: “É errado para quem tem consciência do que é errado. Para quem não tem consciência do que é errado, tudo continua sendo certo. Logo, se você adquiriu a consciência de que não devemos nos alimentar de nossos irmãozinhos menores, que são os animais integrantes da ecologia, ingerir qualquer alimento que carregue os resquícios da morte dos seres vivos será errado, provocará um inevitável peso na consciência. Se deveras almejas deixar de ingerir carne, isso deve ser guiado lenta e gradualmente por tua consciência, até para que o organismo se adapte ao novo regime alimentar. Tudo é uma questão de conscientização e readaptação do organismo”.

4) Por que o Senhor chama a Terra de mãe?

INRI CRISTO: “Porque mãe é aquela que dá de comer, a que propicia o crescimento e desenvolvimento do organismo. Todos vós viestes da mãe terra, todas as partículas de que se compõem vossos corpos vieram direta ou indiretamente da mãe terra. Até o leite que vos serve de alimento veio da mãe terra, posto que vossa genitora teve de recorrer a ela para produzi-lo e vos amamentar, ou seja, necessitou alimentar-se de feijão, arroz, frutos, cereais, todos provenientes da mãe terra. O dia em que uma mulher conseguir dar de comer a um filho sem recorrer à mãe terra, nesse dia ela poderia dizer: ‘Eu sou a mãe desta criança’. Na própria Bíblia está escrito: ‘Tu és pó, do pó tu foste tomado e ao pó retornarás’ (Gênesis c.3 v.19). O pó de que todos somos formados são as partículas da mãe terra ingeridas em forma de nutrientes, que se reúnem na constituição física do organismo e um dia tornarão a ser pó, completando o perfeito ciclo de renovação na natureza”.

5) Qual é o seu hobby?

INRI CRISTO: “Não faço nada meramente por hobby e sim por algum motivo, em especial em obediência a meu PAI. Mas se eu tivesse algum hobby, este seria arrancar o cabresto dos seres humanos que, alienados pelas pseudo-religiões, vivem como quadrúpedes, como mulas carregadeiras, para que todos fossem livres e deixassem de ser feitos de cavalgadura pelos mercenários da fé. Quem quiser entender, entenda”.

6) O Senhor gosta de ouvir música?

INRI CRISTO: “Obviamente eu escuto música, preferencialmente as clássicas, não por divertimento e sim por serem um alimento espiritual. Também ouço música popular quando há um conteúdo na letra ou carrega em seu bojo um sentido, uma mensagem. Infelizmente, já não se faz música como antigamente; nos dias de hoje se fabrica música. É abominável essa gritaria, essa barulheira, essa parafernália, cuja finalidade consiste em dopar, alienar as consciências. O sistema neuronial não está preparado para viver com saúde em meio à barulheira. Neste caso, melhor que ouvir um som frenético é permanecer em silêncio. Compreendo os jovens porque também já fui jovem. Mas quando eles tiverem amadurecido e refinado o gosto musical, então aprenderão a apreciar não só a música clássica, que é a música universal, como também irão ouvir a voz da natureza em seu eterno murmúrio, o soprar do vento entre as árvores e as colinas, o belo canto dos pássaros…”

7) O Senhor assiste televisão?

INRI CRISTO: “Meu PAI disse que devo acompanhar os acontecimentos do mundo a fim de cumprir minha missão. Chega a ser desagradável constatar a existência de tantas barbaridades, o sofrimento de tantos seres humanos, mas esta é a realidade e só poderei fazer algo para mudar esse quadro quando me deixarem falar. Assisto à televisão em geral, principalmente ao noticiário. Às vezes vejo um seriado chamado Malhação, que retrata o comportamento da juventude contemporânea e as alterações na mente dos jovens do século XXI, pois, afinal, são eles que carregam nas veias o sangue da revolução”.

8) O Senhor pratica exercícios?

INRI CRISTO: “É de fundamental importância tanto para o corpo como para a alma a prática de exercícios. Sempre que possível caminho no mínimo uma hora por dia. Mesmo quando não há um lugar espaçoso, caminho dentro de casa. Há dois mil anos eu disse: ‘Se alguém te forçar a dar mil passos, vai com ele mais dois mil’ (Mateus c.5 v.41). Recomendo a todos os meus filhos, se quiserem ter saúde, que pratiquem exercícios, principalmente as caminhadas. Já recomendei a muitas pessoas enfermas que caminhassem todos os dias e posteriormente elas vieram agradecer-me. A ociosidade é um mal que os filhos de DEUS não devem cultivar em seu caráter, principalmente os que trabalham com a mente. Não só devem praticar exercícios como também manter salutares hábitos de higiene. O SENHOR DEUS, meu PAI, ama a perfeição, da qual faz parte a higiene. Por este motivo é agradável aos olhos do ALTÍSSIMO quando alguém se esmera em ser uma pessoa higiênica, mantendo o ambiente onde vive sempre limpo, mesmo que não seja de grandes posses. Antes ser pobre e limpo do que rico e sujo”.

9) Que tipo de livros gosta de ler?

INRI CRISTO: “Não há um tipo específico de livro que gosto de ler, até porque, para mim, a leitura não é uma questão de gostar e sim de manter-me informado sobre a realidade global. Leio revistas, livros, jornais, sobre os mais diversos assuntos, o que nem sempre é muito agradável face às calamidades deste mundo caótico. E como sou teodidata, então, obviamente, leio os livros que o SENHOR DEUS, meu PAI, determina, independente de quem o tenha escrito. Conforme instruiu-me o SENHOR, faço a triagem de todas as informações que chegam a mim, e assim vos ensinei na Parábola dos Diamantes, porque o Reino de DEUS se assemelha a um enorme celeiro repleto de feno e palhas, onde estão ocultos, guardados, inúmeros diamantes. O catador diligente terá que remover palha por palha se quiser encontrá-los no intuito de formar a coroa da sabedoria. Isto significa que, às vezes, num livro inteiro, há uma única frase que exprime um fragmento da Lei de DEUS. Todo escritor pode ser acometido por um momento de delírio, vaidade, orgulho, o que torna sempre necessário ler criteriosamente todas as suas obras. Jamais deveis acreditar em tudo o que um homem escreveu somente em função de seus títulos, afinal de contas, acima de tudo trata-se de um ser humano, sujeito a erros e falhas. Aconselho a todos os meus filhos que leiam tudo atenta e detalhadamente, usando a faculdade do raciocínio antes de aceitar e assimilar qualquer ideia. Não existem verdades absolutas; unicamente DEUS é a verdade absoluta e indiscutível. Até mesmo o livro DESPERTADOR, que contém em seu bojo minha história real e os ensinamentos que ministro da parte de meu PAI, deve ser lido com o espírito atento. Qualquer dúvida surgida durante sua leitura basta questionar-me e então explicarei, porque tudo no livro DESPERTADOR tem um significado, uma razão de ser. Como bem diz o nome, o livro DESPERTADOR tem a finalidade de despertar as consciências para a realidade da lei divina”.

10) Por que o Senhor não pode tocar objetos como o telefone e evita tocar outras pessoas?

INRI CRISTO: “Desde o jejum em 1979, meu PAI disse que devo usar as mãos só para abençoar. Muitas vezes fui incompreendido por causa disso. Mas quanto a não tocar em outras pessoas, não corresponde à verdade. Eu coloco as mãos na cabeça das pessoas para conceder-lhes a bênção. Inúmeras vezes já coloquei as mãos em suas feridas e enfermidades a fim de que obtivessem a cura. Quando alguém vem me cumprimentar, eu a cumprimento colocando a mão em sua cabeça, mais precisamente na glândula pineal, no afã de estabelecer uma simbiose entre ela e meu PAI através de mim. Quanto ao telefone, como uso as mãos para falar, quando se faz necessário comunico-me num sistema de viva-voz, através do qual concedo entrevistas às rádios de todo o Brasil, e assim não preciso segurar o aparelho enquanto estou falando”.

11) Por que o Senhor aceita participar de programas de televisão que o apresentam num quadro de deboche ou em tom de crítica?

INRI CRISTO: “Meu PAI, SENHOR e DEUS disse que sou obrigado a aparecer à humanidade, não importam quais sejam as circunstâncias. Tenho que expor minha imagem ao mundo, ainda que em programas esdrúxulos, pois sempre haverá um filho de DEUS que compreenderá minha mensagem e me reconhecerá. Se o programa não me der dignidade, eu darei dignidade ao programa. Embora alguns filhos ainda estejam cegos e não me reconheçam, eu os amo também. Na luz de meu PAI, SENHOR e DEUS, que é em mim, amo todas as criaturas que se movem sobre a Terra. Mesmo no ambiente mais ignorante e mesquinho já encontrei sinais veementes de boa vontade e compreensão; em meio às blasfêmias e conspirações sempre há um filho de DEUS com o coração puro e a alma limpa, que tem olhos para ver e ouvidos para ouvir. É por estes que apareço, é por amor a estes que me exponho, ao contrário não teriam a oportunidade de saber que estou de carne e osso na Terra. Em 1981, o jornal Le Libération, de Paris, publicou uma matéria de capa pondo em dúvida minha identidade, na tentativa de denegrir-me. Mas meu PAI disse nesta ocasião que podem falar e escrever toda sorte de calúnias sobre mim que sempre será em meu benefício pois, de uma forma ou de outra, os integrantes do meu rebanho verão o meu rosto, ouvirão a minha voz e me reconhecerão. Deixo no ar a pergunta: por que a imprensa está proibida de falar bem ou mal sobre mim? Como eu bem disse quando me chamava Jesus, não é possível esconder uma lâmpada debaixo de uma cama nem uma cidade num alto monte. Logo, não poderão esconder-me do povo por muito tempo. Mais cedo ou mais tarde o SENHOR DEUS, meu PAI, romperá esta negra cortina do boicote imposta pela desinformação organizada e a humanidade saberá que eu sou o mesmo, gostem ou não, creiam ou não”.

12) O Senhor cobra cachê quando vai aos programas de televisão?

INRI CRISTO: “Não cobro nem nunca cobrarei cachê; seria até ridículo, posto que não sou artista. As televisões que me convidam ajudam unicamente com as despesas inerentes ao combustível do veículo (motor-home) em que trafego com meus discípulos, uma vez que tanto a SOUST, minha nova e única igreja, quanto o MÉPIC, instituição internacional que respalda minha missão, são instituições sem fins lucrativos”.

13) Por que o Senhor não tem mais aparecido no programa do Serginho Groisman?

INRI CRISTO: “Enquanto ele estava no SBT, várias vezes convidou-me para ser entrevistado no Programa Livre, deixando-me o programa inteiro no ar. Para mim, apesar das corriqueiras divergências por parte da plateia, sempre foi um regozijo poder falar diretamente aos jovens. Mas desde que o Serginho mudou de emissora houve um impedimento para nos reencontrarmos. A produção do programa Altas Horas convidou-me a participar da estreia, em outubro de 2000. Na ocasião, eu e os discípulos integrantes do meu séquito estávamos em Blumenau (SC) e interrompemos a viagem por Santa Catarina a fim de nos organizarmos em atenção ao convite. Ao chegarmos à sede da SOUST em Curitiba, simplesmente informaram-nos haver recebido uma contraordem, ou seja, retiraram o convite. A razão que os levou a proceder dessa forma é uma incógnita, posto que, na Rede Globo, ao menos quando fui convidado pelo Programa do Jô houve uma ótima recepção da produção e dos demais funcionários da emissora. Sei que se dependesse unicamente do Serginho, certamente ele me levaria ao programa. Mas as decisões não dependem só dele. Não posso ser hipócrita, sou obrigado a dizer a verdade, doa a quem doer. Então obviamente há muitos que têm seus interesses contrariados toda vez que apareço na televisão e tentam de todas as formas impedir-me de falar, impedir o povo de ver que estou de carne e osso na Terra”.

14) Por que toda vez que o Senhor aparece na TV manifestam-se tantas vozes contrárias à sua pessoa?

INRI CRISTO: “Muitos me olham, mas poucos podem me ver, poucos podem ver quem sou; só aqueles a quem DEUS der o dom de ver. Poucos são os que têm olhos para ver e ouvidos para ouvir. Enquanto ainda estou no tempo da reprovação (‘Mas primeiro convém que ele sofra muito e seja rejeitado por esta geração. Assim como foi nos tempos de Noé, assim será também quando vier o Filho do Homem’ – Lucas c.17 v.25 a 35), os poucos que se manifestam a meu favor não querem comprometer-se socialmente. Mas por ironia, como DEUS escreve direito mesmo por linhas tortas, são justamente esses que se manifestam em contrário os maiores divulgadores de minha presença na Terra e, consequentemente, geradores de audiência. Lembrai-vos sempre que nem quando me chamava Jesus consegui agradar a todos. Ao contrário, não teriam me crucificado”.

15) O que o Senhor pensa sobre a profissão de jornalista?

INRI CRISTO: “Salvo raras e brilhantes exceções, a profissão de jornalista é uma das mais ingratas, corruptas e mesquinhas que já analisei em minha longa caminhada sobre a Terra. A bem da verdade, até os garis podem se considerar mais felizes do que os jornalistas em sua profissão, porque ao menos os garis têm o seu serviço suado, removem a sujeira, os entulhos, ajuntam tudo num local determinado e no final do expediente ninguém os impede de recolher o lixo para seu destino final. Eles têm como recompensa sentir a satisfação de dever cumprido, de ver o resultado de seus esforços, ficam bem-vistos aos olhos dos pedestres e da sociedade. O contrário pode-se dizer da profissão de jornalista. Já tive contato com centenas de jornalistas. Muitos deles se esforçam, entrevistam, deslocam-se longas distâncias, pesquisam, fazem o trabalho de redação, mas ao final, quando está pronta a matéria, chega um indivíduo nomeado seu chefe que arbitrariamente lhe dá outro destino. E então ficam a ver navios, têm de recomeçar novamente todo um trabalho desperdiçado. Digo estas coisas com experiência, porque vivi de perto essa realidade tão lastimável. A princípio os jornalistas deveriam ter a missão de informar, e não propiciar a desinformação. Informam, sim, o que é conveniente num sistema corrupto, que satisfaz a ambição de poucos. Sempre que um jornalista tenta fazer uma entrevista séria, ele é boicotado por seus superiores hierárquicos. A revista Veja está impedida de falar bem ou mal sobre mim; a única ocasião em que escreveu algo foi para distorcer informações sobre o Ato Libertário que pratiquei em Belém do Pará em 28/02/1982 (esta matéria caluniosa e tendenciosa sem direito de resposta publicada pela Revista Veja em 10/03/1982 está no livro DESPERTADOR 2ª parte). Recentemente um jornalista honesto da Folha de São Paulo queria fazer uma matéria comigo, todavia foi podado pelo chefe. A revista SUPERInteressante entrevistou-me durante horas e até hoje permanece com essa lacuna. Isso só para citar alguns exemplos mais notórios. Mas não tenho pressa. Tenho consciência de que não sou eu quem precisa falar ao povo; é o povo quem está carecendo ouvir-me, é o povo que precisa saber as coisas que tenho a dizer da parte de meu PAI. No dia certo e na hora certa ninguém poderá impedir o Verbo de DEUS de se manifestar sem censura ao povo da Terra de Santa Cruz”.

16) Como é seu relacionamento com os jovens?

INRI CRISTO: “Como já disse anteriormente, são os jovens que carregam nas veias o sangue da revolução, é neles que está depositada a esperança de construir um mundo melhor. São eles que ajudarão a fundar as bases da nova sociedade terrestre, no alvorecer da Nova Era. Quando pratiquei o Ato Libertário em Belém do Pará no memorável 28/02/1982, a maioria dos que me acompanhavam eram jovens. Atualmente, a maioria dos meus discípulos são jovens. O ímpeto e o fogo da juventude realizam as grandes revoluções. Eu também já fui jovem e sei o que e como eles pensam. Por este motivo sou compreensivo quando alguns, impulsionados pelo fervor juvenil, têm uma ideia equivocada e precipitada sobre mim. Mas na hora que vêm à minha presença, os que têm a mente livre e o coração puro compreendem minha condição e arregaçam as mangas para lutar em prol da consolidação do Reino de DEUS sobre a Terra”.

17) O Senhor costuma falar em faculdades e universidades?

INRI CRISTO: “Sempre que possível aceito os convites dos jovens para falar nas faculdades e universidades. Outrossim, várias comissões de estudantes vieram visitar-me e questionar-me na sede da SOUST. Considero salutar quando os jovens me questionam e posso esclarecer-lhes as dúvidas, porque é deles que depende o futuro, em suas veias corre o sangue da revolução. O que às vezes falo a umas dezenas de jovens gostaria de poder falar a toda a humanidade. Os jovens bem instruídos de hoje são os adultos sólidos e conscientes de amanhã”.

Obs.) INRI CRISTO já falou em diversas faculdades e universidades, a exemplo da Faculdade de Filosofia de La Paz e Grande Ecole Polytechnique de Paris. No Brasil, foi convidado por diversas faculdades e universidades: SPEI, TUIUTI, UFPR, Uniandrade, Unibrasil, Unicentro, FAAP (Fundação Armando Álvares Penteado), USP, UNISO, UnB, Unicesp etc. Além disso, já se pronunciou em inúmeras redes de televisão no Brasil e exterior: Rede Globo, SBT, Band, Record, Manchete (extinta), CNT, Rede TV, TV Mulher, RTL (Alemanha), SIC (afiliada da Rede Globo em Portugal), Televisa (México), Antenne Deux (França) e na maioria das emissoras de televisão da América Latina. Enfim, INRI CRISTO é conhecido nacional e internacionalmente.

18) Por que o Senhor aceitou o desafio do Programa Pânico de ser entrevistado na X Feira Erótica de São Paulo?

INRI CRISTO: “Eu aceitei o desafio do Programa Pânico para visitar a ‘Brinquedolândia do Sexo’ porque essa foi a forma que meu PAI providenciou para escarnecer, satirizar, chocar os organizadores do boicote que me é imposto pela desinformação organizada, monitora da grande mídia. A ‘Brinquedolândia do Sexo’ é o refúgio dos que desconhecem o amor de DEUS, dos que buscam a felicidade e a realização pessoal nos efêmeros e ilusórios prazeres da carne. A existência desses lugares, mormente nos dias atuais, demonstra a crescente e insaciável insatisfação humana. Na verdade, os seres humanos estão cada vez mais desnorteados, desorientados, órfãos da espiritualidade; ignoram que só encontrarão a verdadeira felicidade, só vislumbrarão a satisfação plena e duradoura de seus anseios quando estabelecerem uma simbiose com meu PAI, SENHOR e DEUS. Enquanto não descobrirem o gozo de viver em comunhão com o ALTÍSSIMO, Supremo CRIADOR, único ser incriado, único eterno, único ser digno de adoração e veneração, único SENHOR do Universo, continuarão à mercê da inevitável inquietação inerente às fantasias e aos engodos que o mundo oferece. Minha presença nesse lugar obviamente considerado promíscuo teve por objetivo exortar que antes de procurarem os prazeres do mundo, os seres humanos devem procurar o prazer de viver em harmonia com o CRIADOR Supremo, que criou até mesmo os órgãos sexuais de vossos corpos, pois assim procedendo mantereis o equilíbrio em todas as vossas atitudes. DEUS, que escreve direito mesmo por linhas tortas, impõe que eu me exponha sob as mais controversas circunstâncias enquanto vivo o tempo da reprovação que enunciei antes de ser crucificado (‘Mas primeiro é necessário que o Filho do Homem sofra muito e seja rejeitado por esta geração. Assim como foi nos tempos de Noé, assim será também quando vier o Filho do Homem’ – Lucas c.17 v.25 a 35). Meu PAI, SENHOR e DEUS disse que devo me manifestar em lugares diversos, até os mais inusitados e insólitos; porque sou inatingível, sempre sairei incólume. Já transmiti a mensagem de meu PAI em templos maçônicos e demais instituições esotéricas, nas principais universidades do Brasil, nas praças públicas, nos presídios, em restaurantes e bares, nos parques de diversão onde se reúnem os pequeninos e até nos cabarés, onde proferi sermões aos amantes da noite e às cortesãs. Meu PAI disse que santifico os lugares onde ponho meus pés. Eu não vim pelos que se consideram salvos; vim pelos pecadores descontentes com este mundo caótico. Os seres humanos de coração puro e mente livre compreenderão que só me exponho por amor a meus filhos; a despeito de estar bebendo a última porção do cálice amargo da reprovação, na luz de meu PAI, SENHOR e DEUS, que é em mim, continuo amando todas as criaturas que se movem sobre a Terra. Pensem ou falem o que quiserem, sou e sempre serei o mesmo, onde quer que esteja”.

19) Em dezembro de 2004 o jornalista Fábio Murakawa divulgou uma matéria sobre o Senhor na revista Sexy. O que o Senhor pensa de revistas como a Sexy?

INRI CRISTO: “Revistas como a Sexy são interessantes porque têm liberdade de expressão. DEUS escreve direito mesmo que por linhas tortas. Se estamos vivendo num mundo e numa época em que tudo gira em torno do sexo e as mulheres se vestem mais para exibir suas provocantes formas do que para encobri-las, então a revista Sexy é interessante uma vez que tem espaço para o Filho de DEUS falar. Bendita é a revista Sexy que abre espaço para o Filho do Homem se manifestar. Os que leem esta revista são pecadores, como todos o são. Todavia, aqueles que repudiam esse gênero de revista são os hipócritas e fingidos comedores de hóstia e dedilhadores de rosário que leem escondidos no banheiro. Quanto a mim, desde que meu PAI me deu poder sobre a carne no jejum, já não tenho mais a inquietude sexual inerente ao ser humano. Na condição de Pai da humanidade não necessito ver essas revistas com minhas filhas despidas posto que conheço o corpo de todas elas. Mas é óbvio que observarei atentamente essa edição que vai falar sobre mim”.

20) Sendo a imprensa considerada o “4º poder” e, tendo você se exposto na mídia, pregando e “provando” ser “INRI CRISTO”, porque ainda há dúvidas?

INRI CRISTO: “Eu mesmo predisse há dois mil anos que, por ocasião do meu retorno, antes do dia de glória do SENHOR eu seria rejeitado por meus contemporâneos (‘… Mas primeiro é necessário que o Filho do Homem sofra muito e seja rejeitado por esta geração. Assim como foi nos tempos de Noé, assim sucederá também quando vier o Filho do Homem’ – Lucas c.17 v.25 a 35). Ainda bebo, de gole em gole, a última porção do cálice amargo da reprovação. Não obstante, sinalizando o fim do período da reprovação, no dia 24 de outubro do ano 2000 o Egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Paraná expediu um venerando acórdão reconhecendo minha identidade, meu nome INRI CRISTO em todos os meus documentos. Embora a mídia muitas vezes mais desinforme do que informe as pessoas, para muitos não há dúvida alguma quanto a eu ser quem digo que sou; só restam dúvidas para aqueles que continuam acreditando neste Cristo folclórico que inventaram durante minha ausência da Terra, neste Cristo que está até hoje congelado no céu, que nunca virá porque não existe. Só restam dúvidas para os que preferem continuar com suas velhas crenças, com suas velhas superstições, com seus velhos hábitos. Eu estou aqui pelos que amam e buscam a verdade a qualquer preço, pelos que preferem andar com os pés no chão, pelos que esperam o resplandecer da justiça divina sobre a Terra”.

21) Como é o seu dia-a-dia? Por favor, agende-o.

INRI CRISTO: “Eu sou educador, educador de almas; vim ao mundo para ensinar meus filhos como viver bem na Terra. E a melhor forma de educar é dar o exemplo. Então, diariamente pratico exercícios, isso para mim é fundamental, é um dever sagrado, pois o corpo é a dádiva mais preciosa concedida pelo PAI Celeste e requer que cuidemos dele. Faço leitura, procedo a uma criteriosa triagem de tudo o que chega às minhas mãos e isso transmito aos meus discípulos. Assisto ao noticiário, pois minha condição requer que eu esteja informado sobre os acontecimentos mundiais e tenha uma visão universal da realidade contemporânea. Ensino os que vêm à minha presença a viver com saúde, a se alimentar corretamente conforme a instrução que recebi de meu PAI e manter a higiene do corpo físico, por fora e por dentro, bem como a higienização neuronial. Ensino-lhes a se desvencilhar dos pensamentos e sentimentos mesquinhos que limitam os seres humanos a uma existência medíocre. Ensino-lhes o que é o verdadeiro amor, como amar de verdade e transmitir o amor aos seus semelhantes… Enfim, eu vim para despertar a vida que adormece dentro de cada um de vós, esse é o meu dia-a-dia, essa é minha missão na Terra, é uma das principais razões pelas quais meu PAI me reenviou a este mundo”.

22) Os programas de televisão e a mídia em geral geralmente lhe expõe de maneira jocosa ou excêntrica, mas sem ela sua palavra tem pouco alcance. Como se dá sua relação com a mídia? O Senhor considera que ela o trata de modo justo?

INRI CRISTO: “A mídia me trata de acordo com a ‘capacidade’, ‘sapiência’ e ‘inteligência’ dos seus articuladores e comandantes; também, e principalmente, de acordo com a subserviência e sujeição aos donos dos cabrestos, sejam eles romanos, farisaicos, americanos… Então quando um jornalista, um produtor de televisão, enfim, algum representante dos órgãos de comunicação decide me apresentar, ele é obrigado pelas circunstâncias a fazer um trabalho de forma excêntrica e me expor de uma maneira não ortodoxa como seria de bom alvitre. Já me perguntaram por que eu aceito participar dos programas humorísticos; meu PAI disse que devo aceitar os convites porque faz parte da minha missão expor-me à humanidade. Eu não tenho o direito de ficar escondido no aconchego da Casa de meu PAI e o restante do mundo ‘que se dane’. Já aceitei convite para ir à Alemanha, Portugal, já estive em vários países da Europa e da América Latina, pois assim a humanidade pouco a pouco saberá que estou na Terra. Todavia, não posso decidir, determinar qual será a conduta dos apresentadores de televisão, dos interlocutores, dos entrevistadores. Cada qual deixa aflorar a capacidade intelectual ao entrevistar-me e mostra se é ou não competente na profissão. Eu me exponho na arena obediente à ordem de meu PAI; cada qual que vê e ouve irá fazer o seu próprio julgamento. Chegará o tempo em que a mídia irá se resumir à internet e então esses orgulhosos apresentadores de programas e donos de cadeias de televisão verão escapar, escoar pelas mãos o poder que têm sobre o povo e sobre a opinião do povo. A internet é uma realidade insofismável, ela vai avassalando. Nos dias de hoje muitas pessoas já não assistem mais televisão; quando querem saber alguma notícia, vão à internet e se abastecem de informação. A televisão está progressivamente perdendo terreno para a grande rede mundial. E através da internet todo olho me verá (‘Eis que ele virá sobre as nuvens e todo olho o verá’ – Apocalipse c.1 v.7).”

DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

9 − cinco =