19 – Questões de Maurício Miki Borges, do Japão

1) Qual a sua missão na terra?

INRI CRISTO: “Minha missão é propiciar a consolidação do Reino de DEUS na Terra, ensinar a Lei de DEUS genuína, expor o DEUS verdadeiro, o Supremo CRIADOR, meu PAI, único Ser incriado, único eterno, único Ser digno de adoração e veneração, onisciente, onipotente, onipresente, único SENHOR do Universo, distinguindo-O dos deuses genéricos inventados pelos homens”.

2) Historiadores dizem que alguns dos ditos Evangelhos Apócrifos, já fizeram parte da Bíblia atual e foram retirados nos sucessivos Concílios. Essa subtração aconteceu? O Sr concorda com a retirada destes evangelhos ou isso foi obra Divina?

INRI CRISTO: “A subtração dos Evangelhos ditos “apócrifos” não é uma suposição, é um fato histórico real. Quanto a concordar ou não, eu te digo em verdade que nada acontece na Terra sem o consentimento de DEUS, e se aconteceu foi porque Ele permitiu. Mas a verdade é e será sempre uma só, e eu respondo somente por aquilo que eu falei e pelos fatos reais, não respondo pelos delírios e pelas fantasias introduzidos nos Evangelhos por inspiração do maligno, estejam eles inseridos na Bíblia ou não”.

3) O Sr acredita que a SOUST manterá seus princípios, mesmo depois de sua ida?

INRI CRISTO: “Após a eclosão da inevitável hecatombe nuclear que culminará com o fim deste mundo caótico, DEUS, nosso PAI, único SENHOR do céu e da Terra, será glorificado durante os próximos mil anos. Até no Apocalipse está previsto que após a grande tribulação haverá mil anos de paz (Apocalipse c.20 v.7). Os princípios da SOUST permanecerão para sempre, porque a lei de DEUS é eterna, imutável, e a verdade é uma só. Cabe aos integrantes da SOUST, aos filhos de DEUS, cultivar em seus interiores a consciência de que todos são indissociáveis da lei divina, que sintetizada é a lei da ação e reação, e portanto devem pôr em prática os ensinamentos que ministro da parte de meu PAI”.

4) O Sr. disse ser contrário à invocação dos mortos. Sabemos que no Espiritismo, alguns espíritos são conhecidos como missionários, ou seja, realizam seus trabalhos com autorização do Plano Maior. Nos relatos bíblicos, temos várias aparições de “anjos”, dentre eles, o que veio dar à Maria, as notícias da vinda do Messias. Como o Sr entende esses espíritos missionários e o que eram realmente esses anjos? Aqueles que o homem concebe como um ser alado e de auréola, ou seriam espíritos iluminados a serviço do Pai?

INRI CRISTO: “Em primeiro lugar, os anjos que deram a notícia da vinda do Messias não foram invocados; as aparições aconteceram naturalmente. Estes deveras eram enviados de DEUS e se manifestaram com a missão de transmitir uma mensagem. Quanto mais alguém caminha na senda do bem-viver rumo à divindade, mais os espíritos de luz se aproximam. E não é uma questão de que os anjos sejam privilegiados de DEUS, e sim que eles exercem uma função diferente no contexto da criação divina, eles auxiliam os seres humanos no processo de evolução e elevação espiritual. Os anjos são corpos energéticos de luz divina que têm justamente a missão de iluminar, despertar o lado sublime da mente dos habitantes da terra que invocam o PAI celeste em busca de ajuda e orientação. Eles não são aqueles seres bonitos de asinhas e cara de criança, não têm uma identidade própria, ego, personalidade. Quanto mais o homem transcende para o plano espiritual, mais os espíritos de luz se acercarão e lhe propiciarão inspiração em seus atos, palavras e pensamentos. Eles operam no plano sutil; nem sempre é possível detectar quando um espírito de luz está auxiliando alguém. Há também espíritos evoluídos (portanto, que já estiveram na terra) que podem transmitir uma mensage