Font Size Larger Font Smaller Font

Quem é INRI CRISTO? Um louco, um farsante, ou o Messias que voltou à Terra? Os sensatos meditam...

Há dois mil anos foi acusado, julgado precipitadamente e condenado à crucificação; predisse que retornaria para promover o juízo divino. E reencarnou... INRI CRISTO é personagem polêmico para quem ignora as razões transcendentais em que se calcam a sua condição e a difícil missão que lhe foi outorgada no alvorecer da Nova Era.

Nasceu no município de Indaial, estado de Santa Catarina, em 22/03/48. Aos treze anos, arrancado do aconchego do lar, obediente a uma voz que lhe fala no interior da cabeça, passou a vivenciar a realidade das esquinas sociais. Em 1978, submisso à mesma voz, saiu do Brasil; em 1979, quando jejuava em Santiago do Chile, a voz se lhe revelou dizendo ser seu PAI, SENHOR e DEUS, o DEUS de Abraão, de Isaac e de Jacob. Desvendou-lhe sua verdadeira identidade, as etapas das anteriores encarnações dentro do contexto bíblico, desde sua mais remota ancestralidade, do homem primordial (Adão) até Jesus e o significado da sua presença na terra cumprindo as profecias do Apocalipse.

INRI é o CRISTO que crucificaram, o nome dado por Pilatos no momento da crucificação (Iesus Nazarenus Rex Iudaeorum - INRI). Eis o que rezam as escrituras com relação ao seu retorno: "Voltarei a ti como um ladrão e não saberás a que hora..." (Apocalipse c.3 v.3); antes do seu dia de glória "sofrerá muito e será rejeitado por sua geração" (Lucas c.17 v.25 a 35). Quando da revelação, foi vestido com túnica branca, manto escarlate e seus pés calçados com singelas sandálias de couro. Consciente de não possuir livre arbítrio, vive unicamente para cumprir a vontade do seu PAI. Aos que o acusam de louco, responde: "Sou louco, sim, de amor pela humanidade". Percorreu vinte e sete países e todas as capitais brasileiras identificando-se como Unigênito de DEUS, Adão, que reencarnou como Noé, Abraão, Moisés, David, etc... depois como Jesus e agora como INRI. Dada a incompreensão humana, foi por diversas vezes detido. Banido dos EUA, expulso do Paraguai, Venezuela e da Inglaterra como apátrida, enfim foi acolhido na França, primeiro país a proclamar nos meios de comunicação: "CRISTO retornou à terra".

As Sagradas Escrituras anunciam os sinais que precedem a volta de CRISTO: guerras, rumores de guerras, reino contra reino, nação contra nação, terremotos, fomes, pestilências... apenas o princípio das dores. Somam-se a isso os insucessos dos governos, a angústia dos povos, a insegurança social, a progressiva e irreversível instalação do caos, prenúncio da inevitável hecatombe nuclear. Os desavisados se perguntam: Onde estará CRISTO? Terá ele falhado na sua promessa de voltar quando todas essas coisas acontecessem? Terá DEUS se esquecido dos homens?

Nos últimos anos, o surgimento de inúmeras seitas e "religiões", "cristos" e "profetas", têm contribuído para que INRI CRISTO seja visto com reservas, desconfiança e incredulidade. É mister que se estabeleçam critérios racionais para diferenciar o falso do verdadeiro. DEUS jamais confundiria o povo permitindo que o rosto, o porte físico, a linguagem, a autoridade, a sabedoria superior, os ensinamentos, a forma de ser e de se vestir, os mistérios exclusivos do seu Filho fossem atributos de um falso profeta. INRI CRISTO vaticinou, quando se chamava Jesus, que os falsos profetas viriam em seu nome, fariam prodígios e enganariam a muitos, até os eleitos se possível fosse (Mateus c.24 v.5 e 24), enquanto ele veio com o "novo nome", INRI (Apocalipse c.3 v.12), e em nome do seu PAI.

A única igreja instituída por INRI CRISTO quando se chamava Jesus foi a romana, ao dizer no singular: "Pedro, tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha igreja..." (Mateus c.16 v.18). Logo, porque ele falou no singular, todas as congregações ditas cristãs carecem de legitimidade e origem histórica. E por ela, a romana, haver adotado a prática da idolatria, da iniqüidade ("Santa Inquisição" em nome de DEUS...) e da mentira, ensinando o povo a chamar os sacerdotes de "padre" e "papa", violando o evangelho de CRISTO, que disse: "A ninguém chamareis pai sobre a terra, a não ser vosso PAI celeste" - Mateus c.23 v.9 (pois "padre", na tradução do italiano, quer dizer pai, e "papa", na deformação do grego e latim, outrossim, quer dizer pai), aos trinta e três anos INRI CRISTO rompeu o vínculo bimilenar praticando o ato revolucionário no interior da catedral de Belém do Pará, em 28/02/82. Indignado com o comércio de falsos sacramentos (todo e qualquer sacramento com preço é falso, desde que ele disse: "Dai de graça o que de graça recebestes" - Mateus c.10 v.8), sustou a farsa chamada missa, expulsou os sacerdotes, exclamando: "Saiam daqui ladrões mentirosos, adoradores de ídolos, vendilhões de falsos sacramentos, eu sou CRISTO!" Ato contínuo subiu no altar e, num gesto libertário, arrancou a estátua da cruz e quebrou-a ante a aclamação popular: "CRISTO! CRISTO! CRISTO!".

Na Bíblia há inúmeras advertências de que sábado é o dia do SENHOR e que a adoração de estátuas é abominável aos olhos de DEUS. "Eu sou o SENHOR, vosso DEUS; não fareis ídolos para vós, nem imagens de escultura... para adorardes, porque eu sou o SENHOR, vosso DEUS. Guardai os meus sábados... (os sacerdotes, traidores da causa divina, à revelia da lei, obedientes a Constantino, finado imperador romano, desde o ano 321 ensinam a guardar o domingo ao invés de sábado, que é o dia consagrado ao SENHOR). Se, porém, me não ouvirdes e não observardes todos os meus mandamentos... porei a minha face contra vós... Destruirei os vossos altos, e quebrarei as vossas estátuas. Vós caireis entre as ruínas dos vossos ídolos, e a minha alma vos abominará..." (Levítico c.26). "O ídolo, obra das mãos humanas, é maldito... porque o culto dos ídolos é a causa, o princípio e fim de todo o mal" (L. da Sabedoria c.14 v.8 e 27). "Ficarão de fora do reino de DEUS os idólatras e todos os que amam e praticam a mentira" (Apocalipse c.21 v.8 e c.22 v.15). "Eu sou o SENHOR, este é o meu nome; eu não darei a outro a minha glória, nem consentirei que se tribute aos ídolos o louvor que só a mim pertence" (Isaías c.42 v.8).

Quem foi programado desde a infância, na catequese do embuste, para acreditar que um boneco pregado na cruz, presente nas igrejas, nas repartições públicas, nos cemitérios, e apresentado ao povo em datas ditas solenes é o "Nosso Senhor Jesus Cristo", só com a anuência do ALTÍSSIMO, muito esforço e boa vontade poderá escapar desta maligna bitola e ver que INRI CRISTO é o Messias.

É imperativo salientar que CRISTO não mandou ninguém ir à igreja; ao contrário, disse para orar em casa, no quarto, com a porta fechada (Mateus c.6 v.6). E jamais ensinou a rezar a espúria prece "ave maria". "Santa maria mãe de deus" é a mais ignóbil, execrável e insana blasfêmia proferida contra o SENHOR do Universo, na tentativa de diminuir a majestade do ALTÍSSIMO. DEUS é o Supremo CRIADOR, único ser incriado, único ser digno de adoração e veneração; conseqüentemente, não tem mãe.

Ademais, Maria comprovou sua frágil condição humana quando enganada, possuída pelo demônio, acompanhada de seus filhos, tentou prender CRISTO supondo que estivesse louco. "Daqui foi para casa (de Pedro), onde concorreu de novo tanta gente, que nem mesmo podiam tomar alimento. Quando os seus parentes ouviram isto, foram para o prender; porque diziam: Ele está louco" (Marcos c.3 v.20 e 21). "Chegaram sua mãe e seus irmãos, e, estando fora, mandaram-no chamar. Estava sentada à roda dele muita gente, e disseram-lhe: Eis que tua mãe e teus irmãos estão lá fora e procuram-te" (Marcos c.3 v.31 e 32). CRISTO, prevenido por seu PAI, escudando-se nos seguidores, repeliu-os, negando qualquer grau de parentesco; não permitiu sequer que entrassem (Marcos c.3 v.33 a 35). Se Maria fosse mãe de DEUS, o que seria um absurdo, um desvario o CRIADOR Supremo, único ser incriado, ter mãe, teria intimidade com Ele e não se equivocaria perseguindo o Unigênito.

Em 24/09/83, após haver instituído a Nova Ordem Católica, formalizada pela SOUST, INRI CRISTO ratificou em Roma, no interior da basílica do Vaticano, o rompimento com sua antiga igreja, pronunciando esta irreversível sentença de extinção:

"Seque, árvore enferma, seque! Seque para que a boa árvore que eu plantei (SOUST) viceje e me dê, e aos meus filhos, os frutos que tu me negas".

Há os que, negando a reencarnação, alegam que CRISTO ressuscitou fisicamente e está no céu de carne e osso. Verdadeiramente CRISTO ressuscitou, mas em espírito e assim apareceu aos seus discípulos. O desaparecimento do corpo do sepulcro deu-se devido à necessidade de os emissários de DEUS transladá-lo para um sepulcro anônimo a fim de que cessasse a sessão de ultrajes que perdurava mesmo após a crucificação. Nos evangelhos, os depoimentos concernentes à crucificação não são claros (apenas um dos autores foi testemunha ocular - João), e por isso criou-se uma história oficial fantasiosa, equivocada e alienante, e nisso o cristianismo vem tropeçando há séculos. A lei da reencarnação faz parte dos mistérios de DEUS e consta nas Sagradas Escrituras.

DEUS é perfeito e a lei divina é perfeita e eterna. Ele disse ao Primogênito Adão: "Tu és pó, e em pó te hás de tornar" (Gênesis c.3 v.19). Logo, DEUS não enviaria seu Unigênito de carne e osso ao céu a fim de submetê-lo ao congelamento, posto que no espaço sideral, além de não haver ar para respirar, a temperatura confina 273°C negativos, contrariando a sua lei só para agradar aos insanos, que, delirando, baseiam suas vidas no engodo da fantasia e da mentira.

"Naquele tempo os discípulos o interrogaram dizendo: Por que dizem, pois, os escribas que Elias deve vir primeiro? Ele respondeu: Digo-vos, porém, que Elias veio e não o reconheceram, antes fizeram dele o que quiseram. Então os discípulos compreenderam que tinha falado de João Batista" (Mateus c.17 v.10 a 13).

"Em verdade, em verdade vos digo: Antes de Abraão, eu sou"
(João c.8 v.58 - Aí está explícito que CRISTO estava afirmando ser o Unigênito Adão).

"Depois de mim vem um homem que passará adiante de mim, porque existia antes de mim"
(João c.1 v.30 - João Batista referindo-se a CRISTO como reencarnação de Adão).

"Não pode ver o reino de DEUS senão aquele que nascer de novo..."
(João c.3 v.3 a 10 - CRISTO ensinando reencarnação a Nicodemos).

"E digo-vos: Desta hora em diante não beberei mais deste fruto da videira até aquele dia, em que o beberei de novo convosco no reino de meu PAI"
(Mateus c.26 v.29 - INRI CRISTO, antes da crucificação, na última ceia, anunciando sua reencarnação, uma vez que, obviamente, espírito sem corpo físico não bebe vinho).

Anticristo são todos que conspiram contra CRISTO. Há quase dois mil anos estes víboras, escorpiões, porcos e cães obtiveram o veredicto da crucificação através de calúnias e difamações; diziam: "...louco, mentiroso e enganador, vem desde a Galiléia sublevando o povo" (Lucas c.23 v.1 a 5).

Quem foram os principais difamadores senão os sacerdotes da época que incitaram o povo contra o Filho de DEUS e, na hora da decisão final, coagiram Pilatos (que, pressionado, lavou as mãos) ante os grunhidos e latidos de: "Crucifique! Crucifique!"?

Agora, mesmo sem perspectiva de crucificação, cúmplices do boicote imposto pela desinformação organizada, grunhem e latem toda sorte de calúnias contra o Unigênito de DEUS, enquanto ele anuncia o fim deste mundo caótico.

Só eliminando os dogmas, abomináveis cadeados do raciocínio, é possível remover as viseiras e vislumbrar a verdade sobre INRI CRISTO.

Assim falou INRI CRISTO:

"... Eu sou o libertador. Voltei a este mundo para libertar o meu povo do jugo dos falsos religiosos, dos grilhões da idolatria, da fantasia e da mentira. Amo a liberdade, por isto deixo livres os seres que amo. Se voltam é porque me reconheceram e são meus filhos dignos de meu PAI, SENHOR e DEUS, que é em mim; se não voltam é porque jamais tiveram parte comigo.

Benditos são os olhos que me vêem e vêem quem sou. Benditos são os ouvidos que me ouvem e me reconhecem pela minha voz. Bem-aventurados sois vós, vós que me escutais, porque eu só vos falo o que eu escuto do meu PAI" (trecho do Sermão da Identificação).

A coerência, a lógica e a verdade são indissociáveis. Os sensatos meditam e conscientizam-se.

Quem divulgar esta mensagem será agraciado com bênçãos do céu.

anuncio inri tv menor

DOAÇÕES À SOUST

Veja como participar da
missão de INRI CRISTO

Newsletter da SOUST

Digite seu e-mail:


RSS Feed Image Inri Cristo via RSS

Depoimentos

As palavras de INRI CRISTO refletem o mais elevado estado de lucidez, coerência, realismo. Que as mensagens de INRI neste site possam tocar os corações e iluminar as consciências. Num mundo conturbado pela violência, incompreensão, preconceitos, antagonismos... é necessário abrir as portas da espiritualidade para desfrutarmos momentos de alegria e paz interior, que nos fortalecem e nos tornam mais humanos.

Adeí Schmidt
Discípula de INRI CRISTO, Brasilia
Sep 16, 2011

Visitantes online

Nós temos 46 visitantes online

Redes sociais:

  • Facebook Page: 139052659514125
  • Flickr: inricristo
  • Twitter: _INRICRISTO
  • Vimeo: 27506247
  • YouTube: INRICRISTOnaWeb

banner app inricristonaweb

SOUST - Uma escola mística e filosófica

A SOUST é uma Escola Mística e Filosófica onde o Mentor Regente INRI CRISTO ensina os seres humanos a viver harmoniosamente em simbiose com DEUS, coerente com o que disse há dois mil anos e suas palavras valem para sempre: "Buscai, pois, o Reino de DEUS e sua justiça, e todas as outras coisas vos serão dadas por acréscimo" (Mateus c.6 v.33).

Leia mais

 

Como participar da missão de INRI CRISTO?